segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Faça

Por:José Ricardo da Silva

Morra quando quiser morrer
Viva em quanto quiser viver
Mate-me quando quiser matar
Faça com suas próprias mãos o quiser fazer
Me ame quando quiser me amar
Eu não tenho pressa, eu posso esperar
Reze quando quiser rezar, pois a sua prece
não vai me ajudar
Diga o que quiser dizer, não espere das pessoas
o que você não vai fazer, o que você não pode fazer
Corra para onde quiser correr
Fuja, finja...
Fugir não vai ajudar fingir não vai resolver
Grite se esforce, empurre
Levante essa cabeça e faça alguma coisa que não te torture
Faça o que quiser fazer, a sua vontade não vai me ajudar a entender
Grite, fuja, finja mate ou ame, faça por fazer, faça por prazer
Reze, corra viva, diga o que quiser dizer, faça sem querer, faça sem prazer
A vida é tua e não me peça para entender...
Faça na raça, faça com graça, faça e desfaça, mas não chore da desgraça!


13 comentários:

  1. excelente poema :D
    links da semana pra ele

    ResponderExcluir
  2. ame até sem ter o que pra amar!

    muito bom o poema!

    ResponderExcluir
  3. porra, baita poema!! Nao chore da desgraça é boa. Depois de fazer as merdas a galera tem mania de chorar. Agora tenha hombriedade e reconheça! :d

    Abss

    http://www.estilodistinto.com/

    ResponderExcluir
  4. Cara, ÓTIMO poema!!!

    Transmite muito da coisa da garra, da determinação e da coragem de se viver sem esperar acontecer.
    E da ousadia em enfrentar os problemas ou as adversidade que aparecer!
    Arcar com as consequências sem medo de perder.

    (acabei fazendo um poeminha aqui no comentário tb, vejam só, =P)

    Abs!
    www.vemaquinomeublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. ja li este poema em algum lugar , acho que foi o q vc mandou no msn pra mim sadasidhsaidush, faz tempo em , so foi postar agora

    ResponderExcluir
  6. Fala Zé,
    Cara, gostei. A única parte que não concordo e não consegui encaixar no contexto foi essa:
    "Morra quando quiser morrer"
    Confesso pra você que achei meio sinistro. Não gostei.
    Mas enfim, talvez não consegui achar realmente a idéia do poema. Leigo às vezes se enrola mesmo....rsrs, e é o meu caso.
    Abraço e ótima terça feira pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Aaah, lindo. Inspirador e encorajador principalmente. Teve um efeito sobre mim. Me sinto bem com as coisas que leio aqui.
    Continue assim, sempre. Fazendo as pessoas pensarem, agirem, e terem coragem.

    ResponderExcluir
  8. "Diga o que quiser dizer, não espere das pessoas
    o que você não vai fazer, o que você não pode fazer"

    Tem muito a ver com liberdade, tbm. As pessoas ficam muito presas a padrões, rótulos, e acabam não sendo felizes, porque não estão seguindo sua própria verdade.

    Só não gostei da parte que vc fala em matar. Talvez seja força de expressão, não sei. Mas de resto, está bom. Transmite coragem e determinação.

    Abç!

    ResponderExcluir
  9. Ah, esqueci de dizer: a música dos Raimundos tem muito a ver com o texto que postei, mesmo. Tem a ver também com seu post, eu acho.

    ResponderExcluir
  10. Então Willian e Roseane...
    Essa parte de morte foi pelo motivo das pessoas reclamarem da vida, e dizerem sempre a mesma babaquice, "quero morrer".
    Ai coloquei...
    Morra quando quiser morrer etc.

    Não foi na intenção de incentivar ninguém e nem de assustar, acredite!

    Mas acho que todo mundo tem desses dias né?!

    Abraços a todos, e obrigado pelo carinho! :D

    ResponderExcluir
  11. Zé,
    esclarecido. na verdade nem achei que era incentivo, achei que era algo deprimente mesmo, porque considero suicídio, a pior estupidez que um ser humano possa fazer, seja qual situação fôr.
    E você tem razão, já vi também várias pessoas dizerem isso e na verdade são apenas falácias.
    Esclarecido e entendido.
    Grande abraço e ótima quarta feira.

    ResponderExcluir
  12. Bukowski. Isto é Bukoswski.

    "morra quando quiser morrer", que verso!

    O imperativo é fazer escolhas: é isto o que aponta este genial poema.

    Parabéns!!

    Nem sei como vim parar aqui, mas gostei muito.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Nossa... são palavras como essas que fazem de vc meu paciente favorito (deveria ser escritor favorito ne?!? huhuhu vai entender kkkkkkk)

    lindo lindo, adoreeei *---*

    ResponderExcluir