terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O Homem invisível

Por: José Ricardo da Silva

O titulo lembra aquele livro e um filme que são muito bons, com uma estória muito legal... Porem é só o titulo, pois o assunto aqui é outro. Então vamos lá...
Tudo começou nesta quinta feira, assistindo ao filme nacional, Parada 174. Revoltado que sou, comecei a refletir sobre as diferenças a desigualdade em nosso país, ou melhor, nesse nosso mundo.
Enfim, não foi por causa do filme que comecei a pensar nisso, já vejo esse mesmo filme há muito tempo, e não se assuste, tem quase o mesmo roteiro que esse filme citado acima.
Parada 174, pra quem não assistiu ou não se lembra, é um filme baseado no sequestro do ônibus 174, no Rio de Janeiro em julho de 2001. É um filme real que mostra como é a vida das crianças que moram na rua, cheirando cola e pedindo dinheiro ou batendo carteiras e bolsas nas ruas, crescendo e então entrando na vida criminosa, traficando, matando e sequestrando.
E não os culpe por isso e nem os desmereça por morar numa favela, mas a falta de oportunidade que essas crianças e adolescentes tem, não poderia acabar de outra maneira, não é?!
O que faz dessas pessoas um homem um ser invisível, um ser totalmente renegado pela sociedade, por ser uma criança/adolescente que mora na rua e pede dinheiro no sinal, mesmo que seja para sustentar seus vícios, já que não teve a chance de ganhar carinho educação e muitas vezes um teto para dormir, e ao invés disso recebeu tapas na cara da sociedade, da policia e da injustiça de não ter onde cair morto.

Bom, não vou falar mais nada quero passar a vocês alguns vídeos que nos fazem pensar bem em como andam as coisas nesse planeta chamado: TERRA. Ou melhor, “Terra de ninguém”.

Dois desses vídeos são documentários feitos baseados no filme, e neste mesmo sequestro...

Quero agradecer a melhor jornalista que eu conheço, pois foi ela quem me mostrou os vídeos que passo agora para vocês.

Valeu Lud!

São vídeos cumpridos, mas vale a pena assistir!




8 comentários:

  1. acho q a sociedade assumiu uma possição muito paternal sobre esse assunto
    não digo q tds não tenhamos culpa da situação atual mas ela só vai mudar quando TDS começarem a assumir a responsabilidade por seus atos
    sejam eles visíveis ou invisíveis
    bom texto:D

    http://falandosobreall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Perfeito!
    Por iso sou a favor do aborto.
    Para que mais crianças assim para sofrerem na rua?!

    Parabéns pela escolha do assunto.

    Abraços de NINA

    ResponderExcluir
  3. Aqui no sul, sempre somos obrigados a assistir no colegio, ali pela quarta série, quinta série, o filme da ilha das flores. Onde os porcos tem mais valor que os humanos!

    Nao vi essa da parada 174, mas é uma boa pedida, já que estou num momento bem brasileiro, ando assistindo filmes brazucas.

    Vi certa vez um cara no jo, q era psicologo, e ele passou um dia vestido de faxineiro, e cumprimentou professores, colegas, etc, e ninguem reconheceu ele, provando o que tu disse, que tem profissoes ou pessoas q sao invisiveis, q as pessoas nao notam.

    Bom post pra reflexão!

    Deixei uma resposta lá pra ti no blog, mas vou postar aki pra te poupar tempo hehehe

    "daeee zé! Bah cara, eu pensei duas vezes em escrever sobre a camisinha. Até poderia ter dito isso, q no momento a camisinha tinha sido deixada de lado. Mas quis ser mais direto, deixando o leitor pensar por si, pra ver ate onde isso é ou nao importante pra quem le. Mas valeuzao pela leitura! Tem a segunda parte, de repente um dia eu poste."

    Falouu!!

    ResponderExcluir
  4. triste realidade!


    Promo do Charque: Ganhe adesivos + camisa do Blog!
    O melhor blog do meu .... Bairro!!!!
    http://blogdocharque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Fala Zé,
    Gostei do título da postagem em relação ao assunto escrito. Curiosamente também assisti ao filme documentário há uns dias atrás no Canal Cinemax. Sabe de uma coisa, a sociedade é muito hipocrita em todos os sentidos. Dizem ter pena de moradores de rua, sem teto, menos infratores, etc e etc. Entra aí os Direitos Humanos e outros bichos mais. Na verdade, a realidade é outra. Hoje em dia há crianças de 10 anos cometendo crimes absurdos por aí. Não interessa se achar o culpado, o que interessa é punir e de forma severa o infrator, seja de que idade fôr.
    Eu fico meio revoltado quando começo a escrever sobre isso, talvez qualquer hora dessas vou fazer uma postagem no meu blog sobre esses "de menor".
    Abraço e parabéns pela opinião.

    ResponderExcluir
  6. Certas coisas me dão náuseas. Enquanto isso os parlamentares lutam mais para um salário melhor do que pra melhorar suas vistas. O brasil (sim, com letra minúscula), é uma VERGONHA!

    ResponderExcluir
  7. gostei do seu blog

    gostei msm

    mt coisa legal aqui

    seguindo vc tb

    ok's

    acessa o meu la

    e c gostar pode segir

    vo agradecer mt

    ;)

    acesse http://www.iubdeds.com.br

    ResponderExcluir