quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

É difícil viver essa vida... Fala ai deputado.

Vossa excelência

Por: José Ricardo da Silva

Pois é né meu povo...
Alguém sabe quanto foi o aumento do salário mínimo?
De R$510,00 foi para R$540 né? Opa! R$545,00, é isso ai mesmo né?
Agora pára pra pensar...
Quantos deputados nós temos?
Quantos senadores?
Quantos ministros, cargos de confiança e assessores?
Soma tudo o que eles ganham.
Só o salário desses parlamentares subiu para R$26,7mil, é mais de 61% de aumento, enquanto o salário mínimo teve um pouco mais de 6%.
Ai quando você liga a TV, ouve a dona Dilma falando, que quer acabar com a fome e a pobreza, e que quer uma vida justa paras as mulheres e os homens do nosso Brasil. HAHAHA
Justo?
Qual parte da piada eu não entendi?
R$26,7 - R$545 = justiça!
Só faltou ela falar que irá implantar o AI5 novamente, do jeito que anda nossa “democracia”, voltar a era 1968 não é muito difícil.
Enfim, não quero com esse texto cobrar um aumento de 61% no salário mínimo, mas gostaria de um pouco mais de respeito com o povo.
Eles ganham esse alto salário, fora os benefícios, auxilio terno, auxilio moradia, auxilio para viagens; tudo isso com dinheiro público, é muita palhaçada!
E todo esse dinheiro vai pra onde?
Se somar todo esse dinheiro, durante os 4 anos de mandato deles, fora o que eles roubam; poderia ser uma verba muito bem aplicada em escolas, professores, hospitais e com essas pessoas que moram em beiras de morros que desabam sobre suas cabeças em dias de chuvas.
Mas não é bem isso o que acontece.
É o que eu sempre digo: falta à conscientização desse povo!
Duro é conscientizar quem não tem o mínimo de estudo, e não sabe ao menos o que é democracia.

Agora assista a essa reportagem que foi mostrada no CQC, e que me deixou um tanto quanto muito PUTO com esses canalhas.

Tadinho deles, é muito difícil essa vida...

Acho que a musica dos Titãs fala por mim lá em cima!


16 comentários:

  1. - Parabéns Zée !
    Texto muito bom
    Você disse tudo !
    Politicos = todos iguais !

    ResponderExcluir
  2. CARA ESSA VIDEOS FOI UM ESCULACHO COMPLETO
    É NUMA HR ASSIM Q TD MUNDO TINHA Q SE REVOLTA E DAR UM GOLPE DE ESTADO!
    A UNICA DIFERENÇA DA DITADURA PRA AGORA É NOS ESCOLHEMOS ESSES SAFADOS E TEMOS UM PALHAÇO PRA ANIMAR TD

    ResponderExcluir
  3. Ah, vi essa cena grotesca no CQC. Pensei em postar no blog tbm, mas acabei não postando, acho que só coloquei no orkut... isso, ao mesmo tempo que me revoltou, me deu mta vontade de rir. É absurdo vivermos numa sociedade que elege figuras rídiculas, pra não dizer coisa pior, como essa...Só rindo, pra não chorar!

    Sobre O Primo Basílio, fica uma dica de leitura. Também adoro Eça, é um excelente livro, para quem gosta do Realismo.

    Abraço e obrigada por comentar lá!

    ResponderExcluir
  4. O interessante é que já no seu primeiro discurso, após a vitória eleitoral, Dilma Roussef, do PT, anunciou que pretende acabar com a miséria no Brasil.
    Diante da indignação popular com o irrisório reajuste do salário, Dilma Roussef resolveu tomar uma “atitude”: Anunciou que a partir de fevereiro o salário mínimo terá um novo aumento, deixará de ser R$ 540 e passará a ser R$ 545. Esta foi à primeira “grande” medida de Dilma como presidenta do país, aumentar o salário em 5R$.

    Realmente beira o ridículo.

    Abraços Zé e Ótima Sexta.

    ResponderExcluir
  5. Oi Zé, então ...
    seu texto é super pertinente e nunca é demais falar e reclamar. O conformismo é a desgraça de uma nação.
    No entanto a meu ver o que falta nesse país é educação !!!!
    Enquanto existir a falta de conhecimento e cultura não sairemos do lugar. Quem colocou os deputados senadores, políticos e afins lá no poder ? O povo né ?
    O que vemos é só o resultado dessa democracia insana, que deixa na mão de um povo ignorante a responsabilidade de escolher seus governantes.
    Por isso que cada nação tem os políticos que merece.

    Mas você está certíssimo, continue "falando pelos cotovelos".

    beijos bom finde !!

    ResponderExcluir
  6. E nossa saude é um caos, nossa segurança é um caos, mas e o povo? O que faz?

    Cara sou da teoria q o povo tem o governo que merece. A gente fala fala fala, mas o que fazemos?

    EU ja disse e repito, sou adepto a o protesto armado. Só assim para conseguirmos algo. A nao ser q apareça um gandhi brasileiro, mas acho dificil.

    Protestos nao adianta aqui, eles tao cagando pra nós. E sobre o collor, só adiantou pq os grandes empresarios que se mexeram e vizeram toda aquela campanha, já q mexeram no bolso deles tb.

    Enfim, pra mim reclamar nao adianta mais. Ou fazemos protesto violento e de prefenrencia com a brigada ao nosso lado, ou isso nunca vai mudar!

    Abss

    ResponderExcluir
  7. Ps: Terrorismo contra o governo, acho q só assim pra conseguirmos!

    ResponderExcluir
  8. Falou e disse Jim!
    O jeito é partir pra ignorância...
    Ignorância v.s. Palhaçada, vamos ver quem ganha.
    Anarquia neles!

    ResponderExcluir
  9. Eu acho um absurdo isso, mas o que é que vamos fazer?
    OS palhaços ganham, e os certinhos se ferram.
    Dá nos nervos isso.

    Perdoa eu, vc perdoa? rs.
    Sumi daqui e nem te agradeci pelos selos, né?
    Mas mil obrigadas pela lista deliciosa. Um mais lindo que o outro.
    Agora fique tranquilo que estou atualizando o blog e fica mais fácil aparecer por aqui.

    Beijos..

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Calma, Jim e Zé! G_G"
    Não quero ver meus amigos passando no Noticiário das Oito *o*

    PS: Quando forem começar me avisem q eu sei fazer uma placas maravilhosas! *--*
    asuhsahusua
    E umas bombinhas de efeito moral -.-' Nada tão barulhento! --'

    Eu, defendo a minha tese q para votar no Brasil deveria ter no mínimo Ensino Médio! u.u'

    Abraços e Ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  12. É isso aie vote 171 ZÉ para presidente pro Brasil andar pra frente \o/ huhuhuhuhuhuhu

    Agora falando serio isso é uma pouca vergonha viu! Fico boba, sempre boba quando si trata disso… [vou nem falar nada...]

    ps: Sumi não viu?
    Começo de aulas na facul, semanas de plantão no hospital e ainda tem as farrinhas huhuhuhuhuh , a vida é dura meu caro huhuhuhu...

    Bju doce;*

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir


  15. teu blogue, de cara, me chamou atenção. Acho que você deve investir na produção textual porque precisamos de consciências despertas feito a tua.

    Você tem o que dizer e deve sempre dizê-lo, pra contrapor aos absurdos que ouvimos dessa gente que fala pelos cotovelos e mente descaradamente.

    Quanto ao comentário no InterTextual agradeço e divido com você abaixo uma reflexão posterior aquela que inciamos lá. Pra acrescentar ao debate.

    ResponderExcluir
  16. Quando escrevi o texto, esperava reações exaltadas. Quando escolhi o vídeo, eu esperava incomodar.

    Um dos leitores disse "espelhos incomodam" e eu concordo. Cada um refletiu um pouco e por isso também todos buscaram contemporizar.

    Certamente quem leu, mesmo quem evitou comentar, pensou a respeito. O objetivo era fazer pensar.

    E o mesmo eu penso do vídeo. O Ziraldo em momento algum me pareceu negar a Internet. Ele começa falando sobre a curiosidade, ressalta a busca pelo conhecimento, diz que os sites de busca são facilitadores e até afirma que a Internet, se existisse durante o regime militar, seria um instrumento para a contestação. O Ziraldo, diga-se de passagem, viveu a ditadura. A fala dele, aliás, é extremamente pertinente. No ano passado, a censura ao Nobel na China e agora o veto aos protestos no Egito mostram o quanto a Internet pode ser um instrumento e o quanto ele pode ser estratégico.

    E não acho que ele tenha a mídia em suas mãos. Quem manipula a informação são os comunicadores, é a Imprensa, são os apresentadores de TV. O Ziraldo é um escritor respeitado e uma personalidade. Gosto de ele ter personalidade, mesmo correndo o risco de estar errado.

    E é porque acredito muito nas palavras que não diria que é fácil usá-las, que "é fácil falar". Porque cada vez se fala menos, embora pareça o contrário (e alguém precisa dizer isto). No Twitter são contados os caracteres e é só bla bla bla. Todo mundo fala, fala e não fala nada.

    As redes sociais estão sendo desperdiçadas e não é demagogia apontar isso e usá-las. Demagogia é, como eu disse, o que tenho visto, todo mundo "fazendo a social" e evitando mostrar a cara.

    Crescem as listas de amigos, mais isso é falso. Precisamos evitar a falsidade.

    Nesse sentido é que o Ziraldo acerta ao dizer que é "todo mundo babaca", porque estão todos se enganando. Forjando relacionamentos e reproduzindo ambientes falsos num âmbito virtual.

    Pra mim afetos e desafetos são sempre reais.

    E é bom dizer: hoje há a exclusão virtual, há muita gente que não teve acesso a revolução. Sem falar que os analfabetos funcionais agora estão em rede. Então que revolução é essa se os parâmetros são os mesmos anteriores?

    Não só há ameaças na web, não só há coisas que precisam ser revistas. Há muita coisa que ninguém vê. Há muitos que se julgam invisíveis e não existem nem pra si porque inventam identidades e se, não estão online, não estão conectados ao mundo.

    Mas a idiotice é original. A Internet não é responsável por isso, pois esta é também uma condição.

    Na mídia há muita Idade Média e é por isso que não podemos ser ingênuos e acreditar somente no Renascimento das Artes e negar a caça às bruxas. As fogueiras estão acesas, incluída a das vaidades. Quem não concorda com tudo é condenado, pratica-se a queima de arquivo. Discordou, é deletado. Os círculos estão fechados.

    Porque há muita unanimidade é que eu quero cada vez mais promover o debate.

    Pertenço a uma geração que acompanhou o esvaziamento das discussões. E paradoxalmente viu surgir a Internet, repleta de conteúdo.

    O mundo está girando cada vez mais veloz e eu também vivo as revoluções por minuto. Não nego o progresso, estou a mil. Mas quero o pé no freio também e o olhar retrô.

    ResponderExcluir