segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ser diferente é ser normal


Por : Fabíola Alves

As pessoas acham que ser diferente é só o exterior, quando na verdade o que importa é o que se tem por dentro.
Não importa se o seu cabelo é foda, se você tem piercings, alargador, tatuagens e se você é todo moderninho.
A verdadeira atitude de ser diferente é o que você tem por dentro.
Eu to tão cansada de falar com pessoas vazias, que só dizem coisas sem nexo, eu to cansada de ver gente pagando de roqueiro, sem se quer saber o que é rock de verdade. To cansada desse povo virando bissexual, só porque isso é tendencia.
Vejo tantas pessoas, principalmente na escola na tentativa inútil de querer ser "diferente" mudando seu exterior, competindo entre si para ver quem é o mais moderninho da turma e se esquecendo do que realmente importa.
É como eu li alguns dias atrás na descrição de uma comunidade: "E hoje não existe 'diferente', não existem pessoas 'diferentes' existem pessoas podres querendo se destacar. Uma verdadeira banalidade.” Na verdade existem sim pessoas diferentes, pessoas inteligentes, pessoas que sabem conversar, que tem um ideal em sua vida. Pessoas que estão preocupadas com o próximo, que sabem o valor de um amor verdadeiro e não essa banalidade de dizer eu te amo para quem você só viu uma vez na vida. Isso é ter atitude, isso é ser legal, isso realmente é ser DIFERENTE.
E quanto às pessoas que são diferentes apenas em seu exterior, ah, um dia isso acaba e um dia talvez quem sabe essas pessoas possam aprender que isso não importa.Então, pense nas suas atitudes, você é realmente diferente dos demais, ou é apenas outro rostinho bonitinho?

7 comentários:

  1. concordo!
    as pessoas tentam ser totalmente unicas e acabam seguindo modinhas sem sentido
    antes de tentar ser 'diferente' deveriam tentar ter conteudo

    http://falandosobreall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. PERFEITO TEXTO!!!

    O SER "DIFERENTE" PARECE QUE É UM BANDO DE RETARDADOS QUERENDO SE EXIBIR AGINDO E CRIANDO MODINHAS RIDÍCULAS... SÓ PRA APARECER MESMO!

    O MAIS IMPORTANTE ELES NÃO TÊM, OU NÃO SABEM TER: QUE É O SABER CONVERSAR, SABER DAR ATENÇÃO, SABER OUVIR E SABER SE DESTACAR PELAS VIRTUDES E NÃO POR COLOCAR A CALÇA NO MEIO DA BUNDA, PINTAR O CABELO DE VERDE-LIMÃO OU DAR SELINHOS SE VULGARIZANDO COMPLETAMENTE!!!

    O SER DIFERENTE É SER INTELIGENTE NA MANEIRA DE AGIR COM OS OUTROS, SABER FASCINAR SEM SER EXAGERADO, SABER CONQUISTAR SEM APELAR PRA NENHUM VISUAL, SABER CHAMAR ATENÇÃO SEM QUERER APARECER EM NADA...

    ...ÓTIMO POST!!!!!!!!

    Bjs,
    www.vemaquinomeublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Entendo seu ponto de vista e sua crítica, mas eu tive a impressão, veja bem, foi só uma impressão, que vc está criticando diretamente os ditos "coloridos" que são herdeiros da cena scene kids que foi criada na Inglaterra como uma resposta aos emos, que na concepção deles, scenes, cultuavam a depressão e poucos sabem que emos vieram do punk, que foram a resposta a agressividade do punk hardcore e criaram um estilo chamado emocore que nada tem a ver com o que alguns adolescentes que agem com retardamento fizeram da cema emo e estão fazendo agora da cena scene. Cada tribo que surge eu percebo que é uma resposta a outra tribo.
    Eu sou o tipo que olho, ou pelo menos tento, olhar o lado bom de tudo. Penso que essa bissexualidade por "tendência" um dia vai passar como dizem que os emos passaram, mas que ela pode estar sendo útil para aqueles que realmente sempre foram bissexuais mas não tiveram coragem de assumir, poder se ver não como uma aberração, mas como algo que pode ser aceito e legal mesmo com todas as críticas como essa da postagem. Os emos acabaram? I don't think so, ainda tem pessoas que gostam de ouvir emocore e não sentem vergonha de dizer "eu te amo" pra um amigo que de verdade ama. Eu tambénm sou contra esses "eu te amos" que valem menos que um bom dia. Mas temos que tomar cuidado pra não nos focarmos também só na aparência de uma pessoa porque ela achou legal usar uma coisa mais, em suas palavras "moderninha". Se vc me visse, com minha franjona, meu all star e todo meu visual emo que dizem estar extinto mas eu não tô nem aí, eu me visto pra mim e não pra agradar os outros, mesmo tendo sofrido bullying no colégio por isso, talvez vc virasse o nariz pra mim e nem quisesse me conhecer. Mas quem sabe... quem sabe... vc descobriria alguém legal por trás desse franjáo. ;)

    ResponderExcluir
  4. Há pessoas que se preocupam tanto em ser diferentes, que acabam iguais a tantas outras. E em seus nichos são somente mais uma.
    Gostei do post, parabéns.

    semacaso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Só passando para avisar que tem um selinho lá no blog, e uma mensagem de ano Novo adiantado. Beijos, um prospero ano novo! Se cuida.

    http://vouvivendoavidalevemente.blogspot.com/2010/12/papai-noel-deixou-meu-presente-de-natal.html

    ResponderExcluir
  6. As pessoas não sabem ser diferentes...
    Elas querem ser um destaque entre todos sendo igual uns aos outros.
    Pra mim isso é falta de opinião!
    Como dizia Pitty
    O que importa na realidade é o que você é de verdade... Mais o que é verdade pra você, ser só mais um rostinho bonito andando na cidade?

    Parabéns Biih!

    ResponderExcluir
  7. Eu nao gosto desses negocios de ser social nem d competir com ninguem,nao gosto de ser aquele da modinha q x q uma coisa entra na moda ai todo mundo vai atras ah isso e pra quem q nao tem o q fazer ai tem q imitar o outro so x q tal coisinha ta na mod. Eu tenho meus propios objetivos na minha vida. E a parte d dizer q Te amo a quem so viu uma vez, bom essa parte e meio fodinha ja aconteceu comigo uma vez, com uma garota q conheci ela, convercei e no outro dia eu sabia q tava apaixonado x ela, + nunca fui correspondido. Isso e o foda. Em fim pra q ser igual ao outro eu gosto de usar minhas roupas e nao ficar na quela maldita moda q tem q ser td igual. faça suas propias ideias, seja diferente, INOVE VC MESMO!..

    ResponderExcluir